República

1 out

Passadas em compasso

num silêncio de multidão

Subterrâneo matinal

Despertam-me os sentidos

o cheiro da cosmética barata se mistura à urina

que se destila no asfalto sob o sol

Ofuscamento,

o homem se banha no meio fio

Os prédios ainda dormem

Uma náusea palpável me embrutece.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: